sábado, 19 de abril de 2014

Seja jovem ou morra
    Ainda sobre o tema "politicamente correto", especificamente sobre a questão da velhice. Se chamar os idosos de "pessoas da melhor idade" não resolve, então qual seria a forma de fazer com que as pessoas mais velhas sejam respeitadas? Não sei se existe uma forma de eliminar completamente o preconceito, imagino que não. A velhice nos assusta e, por isso, a repudiamos. Mas daí a agredir ou abandonar nossos velhinhos vai uma enorme distância.
    A solução para uma convivência pacífica entre gerações passa por uma revisão de valores. Vivemos numa sociedade que idolatra a juventude. Todo o mercado de consumo, as opções de lazer, estão voltadas para satisfazer o jovem. O tempo todo, a TV prega que temos de nos rejuvenescer. Chega-se ao cúmulo de se mostrarem velhinhas espevitadas em academias dançando lamba-aeróbica! A imagem da vovô que faz tricô é repudiada porque sugere o idoso no ritmo do idoso e isso não pode. Jovem é outro papo.
     Ora, se dizemos aos idosos que a única forma de ser feliz é através da imitação do estilo de vida dos adolescentes - palavra que, aliás, só passou a existir de fato a partir da década de 90 -, então estamos negando a velhice. E essa ideologia está em toda parte. Há alguns anos deixei de usar livros didáticos de português justamente por isso. Sob o pretexto de falar a língua dos jovens, essas publicações supervalorizam o universo infanto-juvenil e fecham ao aluno, a visão ao modo de vida de outras gerações, de outras tribos.
     Essa supervalorização dos jovens é, em boa parte, uma jogada de marketing. Muitos caem nessa armadilha. O modo de vida dos adolescentes, se é que existe isso, não é o melhor nem o único possível. Mas é o que tem mais apelos consumistas. Não existe consumismo sem desejo, sexo, esportes... Ao bombardeá-lo 24 horas por dia com apelos para que você faça exercícios físicos, a TV quer a sua saúde ou a sua atenção aos anúncios relativos a esse tema?
     Pensando bem, mudei de idéia.A melhor forma de valorizar os idosos não é uma mudança de valores. Mas um aumento de valores. Aumentem o valor das aposentadorias e todos vão ver como os velhinhos se tornam de fato a melhor idade.