domingo, 29 de junho de 2014

Chile, nos desculpe
     Chilenos, por favor, nos perdoem. Não, não peço desculpas por termos ganho a partida das oitavas de final da copa mesmo tendo um time muitor pior. Isso é do futebol e em outras ocasiões já fomos defenestrados da disputa mesmo tendo a melhor equipe, como em 1982. Peço desculpas por parte do Mineirão ter vaiado o hino nacional do Chile.
  Afinal, que tipo ordinário de gente vaia gratuitamente um símbolo de outro país? Quem ofende assim de forma tão baixa e traiçoeira o adversário? Simples, são os mesmos idiotas que agrediram verbalmente a presidente e a presidência do Brasil no mesmo Mineirão mandando a chefe da Nação tomar no c*.
     São os mesmos que saíram às ruas gritando que não haveria Copa, para depois gastarem fortunas em ingressos para assistir à Copa. São os mesmos que dizem que o dinheiro gasto com estádios deveria ir para a educação e depois dão show de grosseria e ignorância para o mundo todo ver.
    São os mesmos que fazem o gesto imbecil de coraçãozinho com os dedos para depois vomitarem seus recalques sobre qualquer um que pense diferente no Facebook. São os mesmos que baixam música sem pagar; roubam internet e TV a cabo do vizinho; fabricam e compram tênis falsificado em Nova Serrana e depois se convertem em palmatória dos políticos, "esses corruptos".
     Meses atrás muita gente temia pela Copa achando que os estádios não ficariam prontos ou que o Brasil não tivesse infraestutura à altura do evento. Hoje, o mundo se dobra diante do sucesso do Mundial. Aeroportos funcionando sem problemas, hotéis para todos, estádios perfeitos. Parece que só uma coisa não ficou pronta a tempo da Copa: o povo brasileiro.