ENEM 2019

BANCO DE TEMAS
10. Tema: O gênero é uma construção social.
11. Tema: A popularização da internet no Brasil: oportunidades e desafios.
12. Tema: O uso do telefone celular nas escolas brasileiras
13. Tema: O avanço da aids entre os jovens brasileiros
14. Tema: O Problema do lixo eletrônico no Brasil
15. Tema: O Brasil e a homofobia
16. Tema: Obstáculos à adoção de crianças e adolescentes no Brasil.
17. Tema: Como fazer do Brasil um grande destino turístico.
18. Tema: O preconceito linguístico no Brasil.
19. Tema: Desafios à vacinação de crianças no Brasil.
NOVOS!
20. Tema: Como aproximar a família da escola.
21. Tema: Soluções para a superlotação dos presídios brasileiros.
22. Tema: O que o fenômeno das selfies significa?
23. Tema: Consequências sociais da disseminação de pós-verdades.
24. Tema: O combate à violência urbana no Brasil.
25. Tema: Corrupção: o que cada brasileiro tem a ver com isso?
26. Tema: O direito a se desconectar.
27. Tema: Uma educação que promova a paz.

Folha de Redação

_________________________________________
















O que pode ser o tema de 2018?

    À medida que o dia da prova se aproxima, a imprensa começa a especular sobre possíveis temas para a redação do Enem. Abaixo, uma lista das propostas mais discutidas.


1. Fake News: uma ameaça à democracia brasileira

2. Desafios à imunização (cobertura vacinal) de crianças no Brasil

3. O Brasil e a questão dos refugiados

4. O combate à homofobia no Brasil

5. Bullying nas escolas brasileiras
A violência urbana no Brasil (violência foi tema em 2003)

6. Os 30 anos da CF/88 e os direitos fundamentais do cidadão
Direitos fundamentais são os direitos básicos individuais, sociais, políticos e jurídicos que são previstos na Constituição Federal no Título II, “Direitos e Garantias Fundamentais”, principalmente nos artigos 5, 6 e 7.

7. A mobilidade urbana no Brasil

8. O combate ao uso de drogas/álcool pelos jovens

9. A obesidade infantil no Brasil

10. 20 anos de Enem: o impacto do exame na educação brasileira

11. O Enem e as transformações sociais dos últimos 20 anos.

12. Água potável: um recurso ameaçado no Brasil
Os principais responsáveis pela contaminação da água de nosso planeta são:
- a falta de saneamento básico e o lançamento de esgoto doméstico in natura;
- a descarga de dejetos industriais sem o devido tratamento;
- a contaminação por produtos químicos provenientes de atividades agrícolas.

13. As ameaças à liberdade de imprensa no Brasil
Aumento do autoritarismo
As fake news
A escola de má qualidade

14. Os riscos aos povos indígenas do Brasil
Discriminação, negação de seus direitos, exploração de recursos naturais, doenças... De acordo com o Conselho Indigenista Missionário, 92 indígenas foram assassinados em 2007; em 2014, esse número havia aumentado para 138.

15. Efeitos do uso do telefone celular na vida dos brasileiros

16. O descarte do lixo eletrônico do Brasil

17. Os problemas gerados pela falta de saneamento básico no Brasil.




O que pode ser o tema de 2017?

Obesidade infantil e alimentação saudável :)  :)  :)
    A obesidade, principalmente na infância, é um problema de saúde pública em vários países. O maior acesso à escola e à internet e o aumento da violência, têm colaborado para que as crianças fiquem cada dia mais sedentárias. Junto a isso, o aumento do consumo de comidas industrializadas também incrementa a obesidade infantil. Hábitos alimentares também podem ser um tema a ser abordado no Enem. Veja uma proposta de texto com o tema "Obesidade Infantil no Brasil".


Crise hídrica :)  :)  :)
   Tema provável em época de assuntos delicados... Embora o auge da crise tenha sido em 2015, ainda é um tema que precisa ser debatido para que as pessoas não relaxem na no uso racional.  A prova pode pedir que o candidato discuta, por exemplo, efeitos da crise ou possíveis medidas de prevenção, a importância da água para a vida em sociedade...


A reforma do Ensino Médio :)  :)  :)
    É um tema que esteve em voga no primeiro semestre e está muito ligado ao universo do candidato... Caso seja esse o tema, é provável que a discussão se dê em torno das propostas de mudança. Sempre que se discutir qualidade de educação é importante atentar para o conceito de educação e não a vincular unicamente à escola. Associar qualidade de educação àquela que permite ao aluno construir sentidos, problematizar, buscar soluções e não apenas decorar conteúdos. Veja uma proposta de redação com esse tema aqui.


A ditadura da beleza :)  :)  :) 
   É também é uma aposta frequente, principalmente agora, quando alguns países aprovam ou discutem leis proibindo modelos anoréxicas de desfilarem. Veja sobre o padrão de beleza ao longo do tempo, em diferentes culturas... Veja uma proposta de redação com esse tema aqui.


Mobilidade e demais problemas urbanos :)  :)  :)
    Seria um tema bastante atual. A opção pelo transporte individual precisa ser revista. A discussão sobre o uso de meios de locomoção coletivos e menos poluidores,  como metrô e bicicletas, é sempre uma aposta. Além disso, a prova pode pedir que se discutam dilemas ligados à urbanização no Brasil, como segurança, reciclagem do lixo e o uso sustentável dos recursos como a água.


Viver de forma sustentável :)  :)  :)
    Desenvolvimento e preservação ambiental foi tema em 2001. Mas sustentabilidade é algo mais amplo. Permite discutir mudanças de hábitos. Reciclar o lixo, trocar as lâmpadas incandescentes por outras mais econômicas, dar carona, tomar banhos mais rápidos... Como o cidadão comum pode viver e consumir de forma mais sustentável? Leia sobre economia partilhada também, como o crescimento de profissionais de diferentes áreas que alugam o mesmo espaço e compartilham gastos.

A popularização da telefonia celular :)  :)
    Quais os efeitos do avanço dos smartphones e da internet de banda larga no país? Como escolas, órgãos de segurança, poderiam aproveitar isso? Veja uma proposta com esse tema aqui.


Zica e dengue  :)  :)
    Os insetos são responsáveis pela transmissão de doenças que matam mais de 1 milhão de pessoas por ano em todo o mundo. Além disso, anualmente, são bilhões de casos de patologias também transmitidas por insetos, como malária, dengue ou febre-amarela. Ou seja, a prova pode evocar um debate mais amplo sobre endemias no país e quanto estaríamos preparados para o problema.



Mercosul :) 
   Março marcou os 25 anos da assinatura, pelos presidentes de Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai, do Tratado de Assunção, que fundou o Mercosul. O comércio do Brasil com os parceiros soltou de US$ 4,5 bilhões em 1991 para US$ 30,3 bilhões em 2015. O turismo e o intercâmbio cultural entre esses países também aumentaram. Mas é claro que ainda há muitos desafios a serem vencidos até se chegar à integração ideal.



Consumo de álcool e droga por adolescentes  :)
    Embora proibido, o consumo de bebidas alcoólicas e até de drogas por adolescentes no Brasil é algo comum. Como fazer com que esse hábito perca, assim como o cigarro, o fetiche junto aos jovens? 


A fronteira entre discurso de ódio e liberdade de expressão  :)
    Seria um ótimo tema, visto que o comportamento de muitos nas redes sociais tem tido resultados danosos, como a perseguição e até a morte de inocentes.  “Discurso de ódio e o limite da liberdade de expressão”: veja esse artigo, que busca estabelecer fronteiras entre liberdade de expressão e incitação ao ódio e à violência.




SIMULADO DO ENEM/2016

Gabarito do Simulado: aqui

Correção da Redação: aqui

Caderno do Simulado: aqui
_________________________________________

Trabalho discute temas para o Enem
    Uma pesquisa feita pelas três turmas do técnico integrado do Cefet-MG Divinópolis reuniu possíveis assuntos que podem ser objeto da prova de redação do Enem 2016.  Os alunos levantaram o que foi notícia no primeiro semestre do ano. Tudo foi organizado por temas e faz parte da edição especial do jornal Nós sobre o Enem:

EDIÇÃO ESPECIAL DO JORNAL NÓS SOBRE O ENEM 2016

1ª EDIÇÃO ESPECIAL DO JORNAL NÓS SOBRE O ENEM 2015


2ª EDIÇÃO ESPECIAL DO JORNAL NÓS SOBRE O ENEM 2015


________________________________________________



Dicas para a redação do Enem
Gostaria de chamar a atenção para o fato de que é possível, independentemente do tema, que você determine previamente estratégias textuais. Acesse aqui a apostila de redação.

Introdução
Comece com uma ordenação temporal. Tente demonstrar que o tema tem raízes históricas. Há vários momentos da história ocidental que são muito significativos e divisores de águas. Por exemplo:

A era clássica greco-romana - muitos dos padrões de beleza, de comportamento, dos conceitos ligados a educação, a ordem, a ética, vigentes hoje têm origem nessa época. A escola, por exemplo (Veja Escola Sem Sala de Aula) é hoje uma “mutilação” da escola grega, que tinha várias dimensões e não cultuava apenas o logos, mudança ocorrida a partir de teorias positivistas e iluministas...

A revolução industrial - essa revolução proporcional uma reviravolta nas relações de consumo e levou a uma coisificação do ser humano. Com a produção de excessos, a sociedade se volta para o consumo a todo custo. O fim da escravidão, a liberação feminina, o investimento da burguesia no Romantismo... Tudo isso são reflexos de uma lógica segundo a qual o ser humano deve ser “livre” para sonhar, desejar e, como válvula de escape, consumir.

O Romantismo - O romantismo, que vai dar status gigantesco à teoria do Amor Romântico, influencia até hoje vários comportamentos. A atual postura do brasileiro, por exemplo, que frente a problemas seculares como corrupção, procura achar um único culpado e se isenta de culpa, não deixa de ser um reflexo da filosofia maniqueísta romântica. A ideia de que a escola pode consertar todos os problemas da humanidade também é herança do reformismo romântico. Achar que novelas de TV têm de ter uma utilidade, como ensinar algo, também.

A cultura religiosa - O catolicismo e o protestantismo, principalmente, para além de dogmas religiosos, influenciam fortemente comportamentos no mundo ocidental. A negação do brasileiro em debater temas como liberação do uso de algumas drogas, do aborto, sexualidade, gênero... tem muitas vezes mais fundamentação em saberes de crença (dogmas, ideologias) que em saberes de conhecimento (pesquisa, experiência). É um contra senso, por exemplo, bradar contra o preconceito à mulher e defender que casais gays não podem ser reconhecidos como família...

O pacto social - boa parte dos problemas que enfrentamos hoje têm sua origem em conflitos criados pelo pacto social (veja teorias da contratualidade). É essencial, a percepção de que a sociedade não é uma organização natural e pacífica. Vários problemas enfrentados socialmente têm origem em fissuras dessa organização.

O período colonial brasileiro - não se transita de uma sociedade rural, escravocrata e autoritária para outra urbana e democrática sem que esta última incorpore ranços da primeira. O bullying, os maus tratos com empregados, brigas de trânsito, agressões a imigrantes negros ou pobres, o discurso de ódio das redes sociais, o desprezo a tudo o que é coletivo, como o transporte de massa, são exemplos disso.

Políticas de Governos populares como os de Getúlio e de JK - Esses dois governos trouxeram grande avanços, em áreas trabalhistas e também para setores da economia. Mas deixaram vícios políticos e efeitos colaterais de medidas tomadas. Atribui-se a JK, por exemplo, a opção pelo transporte rodoviário que tanto mata neste país e encarece o escoamento da produção agrícola. A construção de Brasília, para muitos, não só aumentou as dívidas do país, mas também teria tirado do Rio, o centro do poder da proximidade com a população, e o isolado no serrado brasileiro. Até que ponto isso não teria distanciado os políticos dos anseios populares?

A redemocratização do país, em 1985 - Por quantas mudanças o Brasil passou nesses 30 anos? De lá para cá, aprovamos uma nova constituição, criamos códigos de defesa do consumidor, da criança, do trânsito... São muitos acertos e erros na tentativa de construção de uma nação mais justa.


Proposta de intervenção
O que fazer?
Para se atacar pela raiz vários problemas que nos afligem é necessário mudar o imaginário da sociedade acerca do tema. (Veja os conceitos de imaginários e tipos de saber, no meu blog). Os imaginários são necessários para nos dar uma percepção geral sobre algo. Mas o não aprofundamento nas informações sobre um tema pode levar à formulação de estereótipos e a preconceitos.

Por quê?
Porque o preconceito ocorre a partir de concepções equivocadas, parciais, generalizadas ou descontextualizadas sobre temas. Uma criança não nasce preconceituosa. É a partir da exposição a exemplos que ela adere a determinados comportamentos. O acesso a mais informações, acerca de um tema pode levar a sociedade a mudar conceitos. Por exemplo: mulheres que tinham um determinado comportamento, durante a idade média, eram muitas vezes identificadas como bruxas e até mortas. Com a mudança na forma como a mulher é vista em sociedade, o preconceito diminuiu.

Como?
A mudança de imaginários se dá com a importação de mais informações da realidade para o real (veja esses conceitos no blog). Ou seja, para ampliar ou mudar o senso comum sobre um tema, é preciso fazer chegar à comunidade linguística mais traços característicos do tema em questão. Isso se faz com intervenções através de várias instituições sociais, como escola, família, mídia e até através de leis. Para que a sociedade mude a forma como enxerga negros, mulheres, deficientes físicos, por exemplo, foram criadas campanhas publicitárias, inclusive através de telenovelas, a escola alterou o teor de livros didáticos, que durante muitos anos focalizavam apenas famílias com determinado padrão social e estético... Mas também foram criadas leis e políticas de inclusão, inclusive de cotas.

Quem?

Estado (incluindo os três poderes), a escola, organizações sociais, mídia, família, por exemplo.

________________________________________________


Enem 2015

Maioridade penal :(
O Enem até hoje tem fugido de temas polêmicos ou que ainda estejam em debate no Congresso.

Racismo e homofobia :(
Quanto à homofobia, o Enem não discute temas polêmicos. A questão do racismo em si ainda não foi discutida. Mas o Enem de 2007 (“O desafio de conviver com a diferença”) deu margem para se discutir a diversidade, embora o foco tenha sido a questão cultural.

Lei Maria da Penha e Lei do Feminicídio :)  :)  :)  :)  :) 
Após a proposta de 2013, que discutiu os efeitos da Lei Seca, espera-se que as leis de proteção à mulher também mereçam uma análise. O conselho é fazer uma ampliação temporal sobre a situação da mulher na sociedade. Por que a violência contra elas é recorrente? Como é o imaginário social sobre a mulher? Quais os papéis da mídia, da família, da escola...

Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro :(
Assim como o Enem de 2013 ignorou a Copa da Fifa do ano seguinte, não é necessário fazer um esforço olímpico para se supor que o mesmo se dará com as Olimpíadas de 2016. É de certa forma um tema político e muito associado a um possível candidato à presidência em 2018, o prefeito carioca Eduardo Paes (PMDB). Talvez uma abordagem enviesada sobre a importância do esporte como fator de união dos povos, por exemplo.

Corrupção :(
É mais fácil  o Enem discutir a ida da Xuxa para a Record. Corrupção já foi tema em 2009: “Qual o efeito em nós do ‘Eles são todos corruptos’?”. Sem falar que tudo o que o Enem não quer no momento é dar vazão para polêmicas. Para que propor um tema desse num momento em que há investigações em andamento? Para ler textos que falem da Operação Lava Jato?  Ninguém merece.

A fronteira entre discurso de ódio e liberdade de expressão  :)  :)  :)  :)
Seria uma boa aposta se não desse margem para o argumento de que o tema pode estar querendo desqualificar manifestações contra o Governo, que ocorrem nas redes sociais... De toda forma, seria um ótimo tema, a ser desenvolvido levando-se em conta que as redes sociais são apenas uma amplificação de outros setores da sociedade em que também há comportamentos descontrolados, como no trânsito, na sala de aula, sob o efeito de álcool... Ou seja, se se sente de alguma maneira protegido, incógnito, é comum o homem demonstrar facetas que socialmente procura esconder. “Discurso de ódio e o limite da liberdade de expressão”. Veja esse artigo, que busca estabelecer fronteiras entre liberdade de expressão e incitação ao ódio e à violência.

PEC dos domésticos :)  :)  :)  :)  :) 
Muito provável. E permite um debate cronológico sobre de que forma um certo ranço do Brasil colonial sempre acompanhou nossa relação com os empregados domésticos. “Quase da família”, “dorme no trabalho”, “usa elevador de serviço”... Que relação trabalhista é essa? A lei é um marco porque dá ao trabalho doméstico o mesmo status que qualquer outro. Veja o filme “Que horas ela volta?”

Limites do Humor :(
Aposta frequente na internet desde o caso Rafinha Bastos X Vanessa Camargo. Tema improvável porque esbarra em um debate sensível para a mídia que é a discussão sobre a liberdade de expressão e até a regulamentação da mídia, já tentada por parlamentares... Cutucar a imprensa com vara curta é criar uma confusão de que o Governo não precisa no momento. 

A terceira idade :(
Já foi tema em 2009 - houve dois temas naquele ano -: “Valorização do Idoso” 

Intolerância religiosa :(
O Enem não trata de assuntos polêmicos e muito menos ligados a religião.

Reaproximação entre EUA e Cuba :(
Improvável que o Enem aborde algum assunto relativo a Cuba ou a Venezuela... E é um assunto internacional.

Novos modelos de educação :)  :)  :)
O atual modelo de educação baseado em aulas está falido? Que alternativas existem? Quem decidiu que teríamos de estudar disciplinas como Física, Química, Biologia... Onde e quando surgiu o modelo de escola adotado no ocidente?

A reforma do Ensino Médio :)  :)  :)  :)  :) 
É um tema que esteve em voga no primeiro semestre e está muito ligado ao universo do candidato... Caso seja esse o tema, é provável que a discussão se dê em torno das propostas de mudança. Sempre que se discutir qualidade de educação é importante atentar para o conceito de educação e não a vincular unicamente à escola. Associar qualidade de educação àquela que permite ao aluno construir sentidos, problematizar, buscar soluções e não apenas decorar conteúdos.


A ditadura da beleza :)  :)  :)  :)  :) 
É também é uma aposta frequente, principalmente agora, quando alguns países aprovam ou discutem leis proibindo modelos anoréxicas de desfilarem. Veja sobre o padrão de beleza ao longo do tempo, em diferentes culturas...

Mobilidade urbana :)  :)
Seria um tema bastante atual mas muito centrado em um problema específico dos grandes centros. De toda forma, é bom ficar de olhos em medidas já tomadas em grandes cidade. NY e Londres, por exemplo, têm recursos criativos e polêmicos para melhorar o trânsito, além, claro do investimento em metrô.

A popularização da telefonia celular :)  :)  :)
Quais os efeitos do avanço dos smartphones e da internet de banda larga no país? Como escolas, órgãos de segurança, poderiam aproveitar isso?

O crescimento do acesso à informação :)  :)  :) 
É possível um debate sobre informação e conhecimento, por exemplo. As pessoas têm cada vez mais acesso à informação, mas têm também acesso a ferramentas para construir sentidos a partir daquilo que leem? 

25 anos do ECA :)  :) 
Os direitos da criança e do adolescente já foram tema em 2000. Além disso, o debate sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente hoje é um tema polêmico devido à discussão sobre a redução da maioridade penal.

25 anos do CDC :)  :)  :)
O Enem costuma evitar datas comemorativas pela obviedade. Mas, o direito do consumidor e as relações de consumo em geral são temas prováveis sim.

Viver de forma sustentável :)  :)  :)  :)  :) 
Desenvolvimento e preservação ambiental fopi tema em 2001. Mas sustentabilidade é algo mais amplo. Permite discutir mudanças de hábitos. Reciclar o lixo, trocar as lâmpadas incandescentes por outras mais econômicas, dar carona, tomar banhos mais rápidos... Como o cidadão comum pode viver e consumir de forma mais sustentável? Leia sobre economia partilhada também, como o crescimento de profissionais de diferentes áreas que alugam o mesmo espaço e compartilham gastos.

20 anos de internet no Brasil :)  :)  :)  :)
Em maio, fez 20 anos desde a primeira vez em que um cidadão comum usou a internet no Brasil. Como era a vida antes? Que vantagens e problemas nos trouxe a vida em rede? Quais as perspectivas do uso dessa tecnologia na educação, por exemplo?

Justiça com as próprias mãos :(
Tema polêmico e pouco recomendado em um momento de críticas ao Estado devido ao aumento da criminalidade...

Consumo de álcool e droga por adolescentes  :)
Embora proibido, o consumo de bebidas alcoólicas e até de drogas por adolescentes no Brasil é algo comum. Como fazer com que esse hábito perca, assim como o cigarro, o fetiche junto aos jovens? 


Dicas para a redação do Enem
Gostaria de chamar a atenção para o fato de que é possível, independentemente do tema, que você determine previamente estratégias textuais.

Introdução
Comece com uma ordenação temporal. Tente demonstrar que o tema tem raízes históricas. Há vários momentos da história ocidental que são muito significativos e divisores de águas. Por exemplo:

A era clássica greco-romana - muitos dos padrões de beleza, de comportamento, dos conceitos ligados a educação, a ordem, a ética, vigentes hoje têm origem nessa época. A escola, por exemplo (Veja Escola Sem Sala de Aula) é hoje uma “mutilação” da escola grega, que tinha várias dimensões e não cultuava apenas o logos, mudança ocorrida a partir de teorias positivistas e iluministas...

A revolução industrial - essa revolução proporcional uma reviravolta nas relações de consumo e levou a uma coisificação do ser humano. Com a produção de excessos, a sociedade se volta para o consumo a todo custo. O fim da escravidão, a liberação feminina, o investimento da burguesia no Romantismo... Tudo isso são reflexos de uma lógica segundo a qual o ser humano deve ser “livre” para sonhar, desejar e, como válvula de escape, consumir.

O Romantismo - O romantismo, que vai dar status gigantesco à teoria do Amor Romântico, influencia até hoje vários comportamentos. A atual postura do brasileiro, por exemplo, que frente a problemas seculares como corrupção, procura achar um único culpado e se isenta de culpa, não deixa de ser um reflexo da filosofia maniqueísta romântica. A ideia de que a escola pode consertar todos os problemas da humanidade também é herança do reformismo romântico. Achar que novelas de TV têm de ter uma utilidade, como ensinar algo, também.

A cultura religiosa - O catolicismo e o protestantismo, principalmente, para além de dogmas religiosos, influenciam fortemente comportamentos no mundo ocidental. A negação do brasileiro em debater temas como liberação do uso de algumas drogas, do aborto, sexualidade, gênero... tem muitas vezes mais fundamentação em saberes de crença (dogmas, ideologias) que em saberes de conhecimento (pesquisa, experiência). É um contra senso, por exemplo, bradar contra o preconceito à mulher e defender que casais gays não podem ser reconhecidos como família...

O pacto social - boa parte dos problemas que enfrentamos hoje têm sua origem em conflitos criados pelo pacto social (veja teorias da contratualidade). É essencial, a percepção de que a sociedade não é uma organização natural e pacífica. Vários problemas enfrentados socialmente têm origem em fissuras dessa organização.

O período colonial brasileiro - não se transita de uma sociedade rural, escravocrata e autoritária para outra urbana e democrática sem que esta última incorpore ranços da primeira. O bullying, os maus tratos com empregados, brigas de trânsito, agressões a imigrantes negros ou pobres, o discurso de ódio das redes sociais, o desprezo a tudo o que é coletivo, como o transporte de massa, são exemplos disso.

Políticas de Governos populares como os de Getúlio e de JK - Esses dois governos trouxeram grande avanços, em áreas trabalhistas e também para setores da economia. Mas deixaram vícios políticos e efeitos colaterais de medidas tomadas. Atribui-se a JK, por exemplo, a opção pelo transporte rodoviário que tanto mata neste país e encarece o escoamento da produção agrícola. A construção de Brasília, para muitos, não só aumentou as dívidas do país, mas também teria tirado do Rio, o centro do poder da proximidade com a população, e o isolado no serrado brasileiro. Até que ponto isso não teria distanciado os políticos dos anseios populares?

A redemocratização do país, em 1985 - Por quantas mudanças o Brasil passou nesses 30 anos? De lá para cá, aprovamos uma nova constituição, criamos códigos de defesa do consumidor, da criança, do trânsito... São muitos acertos e erros na tentativa de construção de uma nação mais justa.


Proposta de intervenção
O que fazer?
Para se atacar pela raíz vários problemas que nos afligem é necessário mudar o imaginário da sociedade acerca do tema. (Veja os conceitos de imaginários e tipos de saber, no meu blog). Os imaginários são necessários para nos dar uma percepção geral sobre algo. Mas o não aprofundamento nas informações sobre um tema pode levar à formulação de estereótipos e a preconceitos.

Por quê?
Porque o preconceito ocorre a partir de concepções equivocadas, parciais, generalizadas ou descontextualizadas sobre temas. Uma criança não nasce preconceituosa. É a partir da exposição a exemplos que ela adere a determinados comportamentos. O acesso a mais informações, acerca de um tema pode levar a sociedade a mudar conceitos. Por exemplo: mulheres que tinham um determinado comportamento, durante a idade média, eram muitas vezes identificadas como bruxas e até mortas. Com a mudança na forma como a mulher é vista em sociedade, o preconceito diminuiu.

Como?
A mudança de imaginários se dá com a importação de mais informações da realidade para o real (veja esses conceitos no blog). Ou seja, para ampliar ou mudar o senso comum sobre um tema, é preciso fazer chegar à comunidade linguística mais traços característicos do tema em questão. Isso se faz com intervenções através de várias instituições sociais, como escola, família, mídia e até através de leis. Para que a sociedade mude a forma como enxerga negros, mulheres, deficientes físicos, por exemplo, foram criadas campanhas publicitárias, inclusive através de telenovelas, a escola alterou o teor de livros didáticos, que durante muitos anos focalizavam apenas famílias com determinado padrão social e estético... Mas também foram criadas leis e políticas de inclusão, inclusive de cotas.

Quem?
Estado (incluindo os três poderes), a escola, organizações sociais, mídia, família, por exemplo.




JORNAL NÓS
PRIMEIRA EDIÇÃO ESPECIAL DO JORNAL NÓS SOBRE O ENEM 2015
CLIQUE AQUI PARA LER.

SEGUNDA EDIÇÃO ESPECIAL DO JORNAL NÓS SOBRE O ENEM 2015
CLIQUE AQUI PARA LER.







Textos da segunda edição

CAPA

O que vai ser assunto no Enem
Qual será o tema da redação do Enem 2015? Difícil saber, mas é bem provável que o assunto abordado na próxima edição do Exame Nacional do Ensino Médio tenha sido notícia no primeiro semestre deste ano. É que tem sido essa a regra nas últimas edições da prova. Os textos de apoio costumam ser colhidos entre temas tratados pela imprensa até junho do mesmo ano. E o que foi notícia no primeiro semestre? Esta segunda edição especial do Nós, sobre o Enem 2015, traz uma coletânea dos principais assuntos que foram destaque na imprensa no semestre, com links e sugestão de abordagem.  A pesquisa foi feita pelos alunos das três turmas da 2ª série dos cursos técnicos integrados. Você também pode acessar esta edição, com links clicáveis, em http://migre.me/rDakL.

Bullying
O Bullying é um problema que aflige crianças e adultos. Seja na escola ou no ambiente de trabalho, onde também pode ser considerada assédio moral, a perseguição é algo que atormenta e deixa marcas.  Esse tema, juntamente com o trote universitário, esteve em destaque durante o primeiro semestre. Casos de brigas na porta da escola e de festas de recepção a calouros nas escolas que terminaram em bebedeiras e mortes tiveram ampla cobertura da imprensa no início do ano. Pág 2 e 3

PÁGINA 2

Ano começa com atentado em Paris
Em 7 de janeiro, homens armados invadiram o jornal francês "Charlie Hebdo", em Paris (França), e mataram 12 pessoas. Os assassinos queriam se vingar de autores de charges que faziam piada com o profeta Maomé. Até sua última edição, o Enem nunca abordou um tema internacional. O exame também tem passado ao largo de polêmicas. No entanto, além de poder ser abordados em questões  fechadas, fatos internacionais podem sim ser usados como textos de apoio para se discutir algum tema de interesse nacional, como liberdade de expressão ou intolerância. Por isso, é prudente se inteirar principalmente da organização de grupos radicais como o Estado Islâmico e o Boko Haran.

Leia mais
http://migre.me/rAW6B

FOTÔNICA
Em 2015, a ONU comemora o Ano Internacional da Luz e suas tecnologias
Você consegue se imaginar vivendo sem luz? E consequentemente, sem várias tecnologias que são baseadas na luz. Difícil, não? Foi pensando nisso que a ONU proclamou, em 2013, que o ano de 2015 celebraria esse componente tão importante da vida de todos nós. O Ano Internacional da Luz e das tecnologias que são nela baseadas é uma iniciativa  que tem como objetivo aumentar a consciência pública sobre a influência da fotônica – ciência e tecnologia de gerar, controlar e detectar os fótons ou partículas de luz – na vida cotidiana.

Leia mais
http://migre.me/rCaa6


CYBERBULLYING
Cerca de 45% dos jovens conhecem vítimas de cyberbullying
A reportagem relata uma pesquisa feita em Portugal com jovens que utilizam a internet. Segundo o estudo, 45% dos entrevistados afirmam ter conhecimento de humilhações, ameaças, chantagem ou difamação a um ou mais dos seus amigos e dizem saber do roubo de perfis nas redes sociais. O texto, portanto, traz uma nova modalidade de bullying, cada vez mais frequente, com a popularização das redes sociais, o cyberbullying

Leia mais:
1. http://migre.me/rCeij
2. http://migre.me/rCeYi

CONSUMIDOR
Presente, passado e futuro: 25 anos do Código de Defesa do Consumidor
Este ano, o Código de Defesa do Consumidor (CDC) completa 25 anos. O que mudou nesse período? O consumidor está mais exigente? O que precisa ser aperfeiçoado nas relações de consumo? Apesar de o aniversário do CDC ter acontecido em 11 de setembro, ou seja, no segundo semestre, o tema foi discutido desde o início do ano, como em um especial de O Globo:

Leia mais:
http://migre.me/rCIBp

INTERNET
Redes sociais se tornam importante ferramenta de recrutamento
Já é quase uma regra. Consultar o comportamento do candidato na internet vem se tornando uma rotina na hora de empresas contratarem funcionários. E as redes sociais, muitas vezes, são uma janela para a “alma” do usuário. Essa notícia pode ser uma fonte  para se refletir sobre o uso das redes sociais. A questão da privacidade já foi abordada em 2012. Mas hoje há novos dilemas como o discurso de ódio. Até que ponto o que você posta na rede pode atrapalhá-lo em suas relações sociais?

Leia mais:
http://migre.me/rCbvB


JUSTIÇA
Brasileiro condenado por tráfico de drogas na Indonésia é executado
O brasileiro Marco Archer, instrutor de voo livre, foi executado por pelotão de fuzilamento em prisão da Indonésia. No país asiático, tráfico de drogas tem pena capital. Apesar de pedidos de clemência vindos de ONGs internacionais e mesmo diretamente da presidente Dilma Rousseff, o brasileiro não teve permissão de retornar ao seu país. São levantados na matéria temas que podem vir a ser cobrados no Enem, como tráfico de drogas, crime e castigo, relações internacionais.

Leia mais:
http://migre.me/rCcbR



PADRÃO DE BELEZA
Toplessaço com musa gera debate sobre padrões de beleza
Um shortinho curto, um decote mais ousado... Usada como figurino na luta por libertação em relação a padrões estéticos ou morais, a roupa - ou a ausência dela - pode ser algo muito provocador. No Rio de Janeiro, um grupo de mulheres tenta colocar no calendário da cidade o Toplessaço. Prática corriqueira na Europa, o topless ainda é mal visto no país do carnaval. Afinal, qual a relação da vestimenta e da moda com o contexto histórico?

Leia mais:
http://migre.me/rCdBd

PÁGINA 3
CRISE HÍDRICA
40% das reservas hídricas do mundo podem encolher até 2030, diz ONU
A crise hídrica não é exclusividade do Brasil. Cerca de 748 milhões de pessoas no mundo não têm acesso a água potável. E o diagnóstico da ONU é péssimo: as reservas de água da Terra podem diminuir em 40% até 2030. É bom se informar sobre temas ligados à sustentabilidade para o Enem...

Leia mais
1. http://migre.me/rzJMS
2. http://migre.me/rzKfq

SEGURANÇA
Feminicídio: Câmara aprova pena maior para assassinato de mulheres
O texto considera a questão de gênero quando o crime envolve violência doméstica e familiar. Pela proposta aprovada, o chamado feminicídio será incluído no Código Penal. Esse texto pode ser útil para discutir  temas como discriminação, gênero e segurança.

Leia mais
Link: http://migre.me/rzKi9

DEMOGRAFIA
Queda de natalidade é maior entre beneficiários do bolsa família
A taxa de natalidade está crescendo entre os mais pobres? Mito. Segundo o IBGE, desde 2003, a redução da natalidade é mais acentuada entre os beneficiários do Bolsa Família.

Leia mais:
http://migre.me/rzMHC

Bullying e trotes em calouros são temas de março
“Senado aprova lei para prevenir e combater o bullying nas escolas 
“Festas escondem tortura em trotes de medicina da PUC e Unicamp
Bullying e trotes universitários são dois temas bastante ligados ao principal público do Enem. Ao mesmo tempo, representam problemas sociais graves. Daí a expectativa de que sejam tratados na redação do Exame. É bom lembrar que o bullying consiste em uma sequência de episódios de violência física ou psicológica, intencionais e repetitivos, praticados reincidentemente por um indivíduo ou grupo contra outro indivíduo ou grupo. Ou seja, a versão escolar pode ser a mais visível mas não é a única forma de bullying. E a nova lei proposta pelo Senado será mesmo capaz de combater a prática?

Leia mais:
http://migre.me/rzJxl
http://migre.me/rAVZs
http://migre.me/rCChx

Também uma forma de humilhação, convertida em tradição, os trotes universitários merecem reflexão. Não raro revelam machismo, homofobia, racismo e extorsão. Mas para você, os trotes universitários são brincadeiras ou  abusos?

Leia mais:
http://migre.me/rzJtu

TRABALHO
Empresário faz anúncio procurando por vendedora sem WhatsApp, em MG
“Precisa-se de vendedora que não use whatsApp”. O que você acha desse anúncio? Um empresário mineiro acha que o aplicativo atrapalha o rendimento dos funcionários. Quais são as vantagens e limitações da tecnologia? 

Leia mais:
http://migre.me/rzNzA

AMBIENTE
O uso de agrotóxicos no Brasil subiu 62% em doze anos segundo pesquisa
O texto retrata o aumento do uso de agrotóxicos no Brasil e as consequências do emprego excessivo desses produtos. Esse texto pode ser útil para se discutir temas como Economia, Saúde, Meio Ambiente e Política.

Leia mais:
http://migre.me/rzNNT

COMPORTAMENTO
França proíbe magreza extrema em desfiles de moda
Nova lei francesa proíbe as agências de modelos da França de contratar profissionais desnutridas. A medida é parte de um esforço de combate à anorexia. Vale a pena dar uma olhada em matérias relacionadas a padrões de beleza e o conflito desses padrões com normas de saúde e ética...

Leia mais:
http://migre.me/rzLnu

TECNOLOGIA
Número de brasileiros com telefone celular cresceu mais de 131% em oito anos
O aumento foi entre 2005 e 2013. As regiões Norte e Nordeste apresentaram o maior índice de crescimento desses aparelhos cada vez mais onipresentes no nosso dia-a-dia. Quais as repercussões disso?

Leia mais:
http://migre.me/rzLUo

MOBILIDADE
Justiça de São Paulo determina suspensão do aplicativo Uber no Brasil
A disputa entre taxistas e usuários do aplicativo Uber deve ser vista como mais um problema ligado ao desafio mobilidade urbana nos grandes centros.

Leia mais:
http://migre.me/rzM9l

PÁGINA 4
País debate roforma no ensino médio
O país todo discute uma forma de tornar o ensino médio mais objetivo e atraente. A maior crítica é quanto à falta de articulação entre essa fase de ensino e a realidade do jovem. São Paulo considera que encontrou uma solução. A partir de 2016, apenas a primeira série terá núcleo comum nas escolas de ensino médio do estado. No 2º e no 3º anos, é o aluno que vai escolher que disciplinas cursar.

Leia mais:
http://migre.me/rCM65


INFORMÁTICA
Internet completou em maio 20 anos no Brasil
Se o Orkut parece coisa do período jurássico, imagine o primeiro internauta... Maldade, faz apenas 20 anos que a inernet chegou ao Brasil. É verdade que antes disso já havia acesso restrito a universidades e a alguns órgãos do governo. Mas foi em 1º de maio de 1995 que a população em geral pôde pela primeira vez acessar a rede mundial de computadores no país. Bem poucos, claro. Exatamente 250 vips foram selecionados para testar a nova tecnologia, que na verdade era pouco mais do que uma tela verde que acessava lentamente meia dúzias de sites.  Hoje, estima-se que cerca de 120 milhões de brasileiros estejam plugados na internet. O perfil do usuário também mudou. Desde 2010, a web deixou de ser privilégio das classes A e B e se espalhou através de notebooks, celulares, lan houses a todas as classes sociais. O conteúdo também mudou. Se inicialmente o foco era a pesquisa e a comunicação, hoje são o comércio eletrônico e as redes sociais que atraem usuários para a frente das telas. Conhecemos o mundo pela internet e também fomos apresentados a novas modalidades de crimes. Quais os impactos dessa ferramenta no nosso cotidiano? Sabemos explorar de forma eficiente a internet? 
Leia mais:
1. http://migre.me/rIO1E
2. http://migre.me/rIO2H


CONFLITOS RACIAIS
Homem branco abre fogo e mata 9 em igreja de comunidade negra
Um tiroteio em uma igreja da comunidade negra na cidade de Charleston, na Carolina do Sul, nos Estados Unidos, deixou nove mortos e um ferido, em junho. Um rapaz branco abriu fogo dentro do templo. Esse fato reacendeu o debate sobre o preconceito nos Estados Unidos. Este ano, vários casos de violência policial contra negros geraram protestos gigantescos naquele país. Discriminação ou injúria racial são temas sempre atuais. O Enem pode se utilizar de textos sobre os episódios recentes na América do Norte para abordar a questão.

Leia mais:
http://migre.me/rCJ53

TRÂNSITO
Sensação de proteção no banco de trás, sem cinto, é falsa
O IBGE aponta que 50% dos adultos viajam sem cinto de segurança no banco de trás do carro. Especialistas afirmam que sem o acessório, o passageiro pode ser arremessado com uma força 50 vezes maior que o seu peso, o que equivale ao peso de um elefante. A discussão foi intensificada com a morte em junho do cantor Cristiano Araújo e de namorada, que causou grande comoção nacional. Eles viajavam no banco de trás em alta velocidade e sem o cinto. Dados como esses podem estar nos textos de apoio do Enem, relacionando-se a temas como a segurança no trânsito. A imprudência de motoristas e o mau uso dos recursos de segurança, como o cinto, são causas comuns de acidentes.

Leia mais
http://migre.me/rCMxK

SEGURANÇA
Brasil poderá ter mais de 1 milhão de presos até 2022, diz ministro
Caso seja mantido o atual ritmo de prisões, o ministro da Justiça José Eduardo Cardozo considera que poderá ocorrer uma superlotação do sistema prisional. A população carcerária, segundo ele, chegaria a 1 milhão em 2022. O ministro já colocou na conta o acréscimo de mandados de prisão que virá com a aprovação da redução da maioridade penal de 18 para 16 anos. Textos como esse podem ajudar na reflexão sobre a segurança pública no país. As atuais medidas de prevenção e de repressão ao crime são adequadas? Como seria um sistema prisional ideal para o Brasil, que mudanças poderiam ser feitas no Código Penal para atacar o problema?

Leia mais:
http://migre.me/rCO5b

TRABALHO DOMÉSTICO
Direitos dos empregados domésticos são regulamentados
Emenda constitucional  amplia o direito dos empregados domésticos. A conqusita pode ser pretexto para se discutir a relação entre empregados domésticos e patrões, tema que também rendeu o filme “Que horas ela volta?”, indicação do Brasil ao Oscar.

Ler mais:
1. http://migre.me/rCLfs
2. http://migre.me/rCLCt

DIVERSIDADE
Suprema Corte dos Estados Unidos aprova casamento gay em todo o país
A corte máxima dos Estados Unidos legalizou o casamento gay em todo o país, o que obriga estados com legislações contrárias à união de casais do mesmo sexo a aderir à nova lei.  Esse tema poderia ser abordado no Enem dentro de um contexto que aluda a direitos civis e à diversidade de gênero. Além disso, o texto poderia servir de apoio para temas que se relacionam às definições de família do século XXI.

Leia mais:
http://migre.me/rCLOf

GÊNERO
Estereótipos fazem meninas ingressarem no esporte mais tarde, diz pesquisadora
A prática de esportes entre as mulheres é menor que entre homens. Além disso, em muitas modalidades ainda são estigmatizadas.

Leia mais:
http://migre.me/rCPft

ECA 25 ANOS
Confira uma linha do tempo sobre os direitos de crianças e adolescentes
O Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) fez 25 anos em 2015. Mas ações de proteção a crianças e adolescentes começaram ainda no Brasil colonial, com a “Roda dos Enjeitados”. Confira a evolução dos direitos dos menores ao longo do tempo:

Leia mais:
http://migre.me/rDkQH